AgirTrês divulga balanço do Programa #AgirParaCuidar

Arte com foto de um homem negro, que segura um tablet com as duas mãos. Ele está sentado. Há um retângulo verde com o texto: "Como foi o Programa #AgirParaCuidar". Na parte superior esquerda, há o logo do AgirTrês.

No início de abril de 2020, criamos o Programa #AgirParaCuidar com o objetivo de oferecer atendimento psicológico emergencial gratuito aos profissionais da área da saúde, impactados diretamente pela dinâmica da pandemia. Mobilizamos psicólogos parceiros do Núcleo de Logoterapia AgirTrês para que se engajassem como voluntários e fizéssemos um atendimento de qualidade. 

No início das nossas atividades, sabíamos que teríamos muitos desafios, mas tivemos que lidar com muitas situações inusitadas, além do que imaginávamos. Tivemos a colaboração de várias pessoas que conversaram conosco e indicaram manuais da Cruz Vermelha e da OMS. Foi uma fase de muito aprendizado e crescimento para todos nós que fizemos parte do Programa #AgirParaCuidar, em que tivemos que desenvolver novas habilidades e expertises. 

Ao todo, foram 80 dias do programa, atendemos quase 100 pessoas com aproximadamente 15 psicólogos voluntários em atuação e, ao término de projeto, identificamos um grande legado de aprendizado. Muitos voluntários relataram quão positivo e importante foi atender as pessoas que procuraram nossa equipe em busca do apoio psicológico emergencial. 

Recebemos também muitos feedbacks positivos dos profissionais de saúde, trazendo a relevância do programa na vida deles. 

Encerramos essa fase do programa #AgirParaCuidar porque o quadro mudou. Inicialmente existia um grande medo em tudo o que os profissionais da saúde relataram e o cenário agora é diferente. A maioria das estruturas médicas, clínicas e hospitalares se organizaram para oferecer estrutura para as suas equipes. Eles já têm protocolo, já sabem o que fazer. 

Saímos da situação de incógnita total. Entendemos que, naturalmente a solicitação aos nossos serviços por parte dos profissionais de saúde foi diminuindo porque a demanda para isso já não existe mais. Aos poucos, o medo foi mudando para uma questão de ansiedade do que virá pra frente. 

O que temos hoje é uma solicitação por atendimento psicológico emergencial por pessoas que não são da área da saúde. Então nós continuamos trabalhando com esse tipo de atendimento. Agora ele está voltado ao público em geral e se chama programa #Corrente do Bem. 

Para participar, inscreva-se no nosso formulário:  https://bit.ly/ATENDIMENTO_PSICOLÓGICO_EMERGENCIAL

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *